Africanta ser Negro

Africanta ser Negro

Informações do produto

 

Africanta – Ser Negro”, de Hudson Ribeiro O poeta despiu-se e se fechou no aposento mergulhado num silêncio só quebrado pelo ruído dos atabaques distantes num terreiro de candomblé. De que outra maneira poderia Hudson Ribeiro permitir que sua alma e seu coração explodissem num turbilhão, que paradoxalmente se manifesta num libelo acusador que contém, porém, uma ternura primitiva que balança nossa sociedade como uma revivida Trombeta de Jericó? “Ser Negro” é um J’Acuse moderno, contundente quase sempre, impiedoso muitas vezes, como uma sentença de uma Corte de Justiça que não admite apelação. Há um ritmo sincopado nos poemas que confirma o poeta que Hudson Ribeiro é: espontâneo, mas racional, emotivo mas agressivo, numa obra literária que tem princípio nas “Savanas Africanas”, mas que não parece ter fim em “Ser Negro”. Fica a sensação de que sua fala não termina aí.

 

Autor: Hudson Ribeiro